1/52: life lately

Logo que pensei em voltar com o blog, me veio na cabeça a ideia de tentar fazer mais uma vez o 52 weeks para resgatar essa vibe de blog pessoal que eu tanto gosto. O 52 weeks é um projeto fotográfico conhecido nessa internet desde os tempos de flickr, que originalmente consiste em fazer e postar uma foto nova por semana (com um tema livre ou pré-determinado) durante 52 semanas. E que foi adaptado para o mundo dos blogs com uma lista de temas de postagens para fazer durante esse mesmo período. A versão para o blog eu tentei fazer uma vez (acho que em 2015) e cheguei até a metade do projeto, quando acabei desistindo. A versão original, com fotos novas toda semana, tentei algumas vezes e nunca passei do primeiro mêsSim, sou uma vergonha HAHA mas sigo aqui tentando concluir essa missão.

Enfim, revirei o google caçando essa bendita lista (aparentemente agora 52 weeks virou pauta de coach financeiro, que inferno) até que encontrei a postagem com a lista que me inspirou a começar o projeto lá em 2015. A dona Follow Cíntia me viu fazendo a busca e logo se animou para começar também. No final acabamos mudando quase metade dos tópicos e ainda decidimos nem seguir a ordem que estava lá (com os temas originais que sobraram). Ou seja, né ¯\_(ツ)_/¯ não precisava de lista nenhuma. Mas, enfim... tudo isso é só pra contextualizar esse rolê todo e informar que agora teremos post novo desse projeto toda semana. E pra começar, vamos falar um pouquinho das coisas que fizemos nos últimos tempos (pulando a parte do corona vírus, por enquanto esse assunto tá vetado desse blog por questões de saúde mental - mas, sempre lavem bem as mãos e fiquem em casa se possível).

Talvez esse post fique enorme.


2019 foi um ano complexo e estranho em muitos sentidos por aqui (nunca pensei que sentiria falta dele, risos) mas vou aproveitar essa postagem para relembrar a mim mesma as melhores coisas que rolaram e o que andei fazendo, já que tirando as reclamações sobre a vida no twitter, esse foi o ano que mais estive distante da internet no que se trata de postagens pessoais. Tanto que o meu instagram ~principal foi migrado completamente para conteúdo de trabalho, e o perfil que seria para usar de forma pessoal acabei deixando praticamente abandonado, pois é. E já que tô falando sobre trabalho... acho que essa foi a grande palavra do meu ano. Quando penso em 2019, o que mais consigo me lembrar é de momentos que passei trabalhando. O que foi ótimo por um lado, mas parando para analisar agora, não foi nada saudável para as outras áreas da minha vida.

Mas, como essa não é uma postagem para falar dos meus muitos problemas atuais, fico com o lado bom: tive a oportunidade de trabalhar em muitos casamentos e também pude investir em um notebook novo, o que já está me poupando de muitos dos estresses que passei no ano passado. Nada como ter um equipamento que funciona quando você precisa dele (não só quando ele quer) e uma tela calibradinha pra chamar de sua (fotógrafos entenderão esse drama, haha). Também finalmente lancei meu siteque ainda não está completo e choca o total de 0 pessoas, mas ao menos está no ar. E fui chamada por duas amigas para participar como fotógrafa de seus respectivos casamentos (beijos e Jaque) e foi tudo maravilhoso demais  é sempre incrível ver pessoas próximas confiando no meu trabalho.


Em Março de 2019 eu e o Vini fomos passar alguns dias no Rio de Janeiro, em uma viagem que dividi entre lazer e trabalho, já que fechei alguns ensaios por lá. Batemos muita perna, visitamos muitos museus, comemos muito no Amarelinho da Cinelândia (melhor restaurante) e também fomos à praia (pelo menos um dia, haha). Além disso, depois que o Vini voltou para São Paulo por conta do trabalho, eu fui para a casa da Clara passar mais dois dias, o que rendeu mais passeios pelo rio e muitas fotos lindas (dos rolês que fizemos e do editorial que fotografei para o brechó dela). Foram dias incríveis e não dá nem pra acreditar que já passou um ano disso tudo. Fazer posts mais completos sobre essa viagem é uma das minhas metas para o blog nos próximos meses :)


Rolaram alguns cafés aí pelo meio do caminho... Muitas visitas ao Quintal do Centro - minha cafeteria preferida - com amigas, e ao Por Um Punhado de Dólares com o Vini (sdds inclusive) que mal foram fotografados e agora sinto falta de ter registros melhores para guardar. Mania chata essa que a gente pegou de só fazer stories das coisas, né? Bom, pelo menos eu peguei... e agora tô aqui pensando no quanto gostaria de ter registrado melhor alguns desses passeios que fiz, até porque minha memória anda cada vez pior. Fui duas vezes ao teatro, sendo que uma delas foi para assistir uma peça no Teatro Municipal de São Paulo, que lugar maravilhoso! (finalmente acabei com a vergonha de nunca ter entrado lá, mesmo SEMPRE passando em frente). Eu e a Cí também fizemos o nosso rolêzão batendo perna por SP durante MUITAS horas seguidas - vale um post só pra contar sobre isso - e terminamos o dia na Casa Warner fazendo essa foto aí embaixo que é apenas perfeita.


Mudando completamente de assunto: finalmente me livrei da ~ressaca literária que estava vivendo. Em 2019 eu comecei e abandonei MUITOS livros no meio do caminho, mas comecei 2020 querendo mudar isso e até agora já são 6 livros lidos, coisa que tá me deixando bem feliz. Como nem tudo são flores, tô mais uma vez empacada com o livro da Brené Brown (que comecei e larguei ano passado, depois recomecei esse ano). Dessa vez cheguei na metade e decidi que irei recomeçá-lo só quando for o meu ~momento, haha. "A Coragem de Ser Imperfeito" é um livro que me atinge de diversas formas, acho que por isso não tô sabendo lidar mesmo gostando do conteúdo, então decidi partir para outras leituras e deixar ele de lado por enquanto. Certamente o melhor livro que li até agora foi "Por Lugares Incríveis", que estava na minha lista há séculos e comecei em Janeiro sem nem saber que teria filme. Li o livro em 3 dias e depois esperei ansiosamente pela estréia na Netflix.


E falando sobre filmes... achei a adaptação de "Por Lugares Incríveis" muito bonita, chorei demais assistindo e amei os atores escolhidos para interpretar os personagens, mas o filme não me ganhou por não ter se aprofundado na história do Finch, deixando tudo que aconteceu com ele de forma meio solta. Fora isso, sigo não assistindo muitos filmes, mas como não tenho vergonha na cara estou revendo Harry Potter HAHAHA (assisti até o terceiro filme por enquanto). Sobre séries: passei 2019 inteiro assistindo todas temporadas de Rupaul's com o Vini, além de Criminal Minds que ainda estamos assistindo (um rolê enorme pra encontrar e conseguir assistir as primeiras, meu deus). E, salvo algumas exceções, como meu negócio é assistir séries velhas e com 500 mil temporadas, também sigo amando Grey's Anatomy (que no final do ano recomecei pela 3a vez, sim eu sou DOIDA) e Friends, totalmente motivada pelo rolê que fizemos na casa Warner, mas já desisti de ver tudo e parei na 6a temporada.


Detalhe pra essas fotos com spoilers do meu bujo 2020, haha (finalmente o montei e vai virar post aqui muito em breve). E pra terminar esse post enorme muito doido, só gostaria de dizer que em 2019 eu também comecei a assistir Queer Eye (sempre chorando MUITO) e Jonathan Van Ness é simplesmente tudo pra mim, como faz pra ser meu amigo pessoal? HAHA E é isso, em breve teremos mais postagens dos 52 weeks para falar mais sobre filmes e séries que ando assistindo, além das postagens ~normais pra contar mais sobre esses rolês todos que comentei aqui. Espero que tenham gostado :) beijos e até mais!

K.





subir